InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Santa Unção

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
senhordeleiria
Barão de Queluz


Mensagens : 74
Data de inscrição : 02/01/2012

MensagemAssunto: Santa Unção   Seg Jan 02, 2012 11:43 pm

Está um dia chovoso no Condado de Ourém.

O Monsenhor Rafael da Silva e Sagres-Torre chega da sacristia e abeira-se do altar onde se prepara para iniciar a Santa Unção da Dama Ana Catarina Monforte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Catarina de Monforte
Condessa de Ourém
avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 16/02/2011
Localização : Condado de Ourém

MensagemAssunto: Re: Santa Unção   Seg Jan 02, 2012 11:48 pm

Ana Catarina, que no dia que no dia seguinte iria arriscar a vida num acto quase suicida, aproxima-se do altar cabisbaixa e ao chegar junto do monsenhor Rafael da Silva e Sagres-Torre ajoelha-se e beija-lhe o anel episcopal.

_________________
Ana Catarina de Monforte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://condadoourem.forumeiros.com.pt
senhordeleiria
Barão de Queluz


Mensagens : 74
Data de inscrição : 02/01/2012

MensagemAssunto: Re: Santa Unção   Seg Jan 02, 2012 11:48 pm

O Monsenhor levantou-se e iniciou finalmente a cerimónia, com voz alta:

- Sejam bem-vindos a esta cerimónia. Esta casa é vossa, e nós estamos aqui para mostrar a Jah, Todo-Poderoso, a alegria que sentimos em nos encontrarmos juntos em harmonia Aristotélica.

O Monsenhor juntou suas mãos.

Em primeiro lugar, peço-vos para pedir perdão: Perdão à vossa família, seus amigos e seus inimigos, especialmente pedir perdão a Jah. Cantemos todos.

O Monsenhor dirige-se a Ana Catarina e pede-lhe que confesse os seus pecados.

-Confesso a Jah Todo-Poderoso, a Christos, que é o Divino connosco, a Aristóteles o profeta. Peço também a todos os Santos, confesso aos meus amigos, que cometi erros, em pensamentos, palavras e acções. Peço a todos os Santos, Anjos e Arcanjos que orem por nós ao Criador. Que o Altíssimo nos conceda a absolvição do pecado e a remissão de todos os nossos erros. Amén.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Catarina de Monforte
Condessa de Ourém
avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 16/02/2011
Localização : Condado de Ourém

MensagemAssunto: Re: Santa Unção   Seg Jan 02, 2012 11:50 pm

Ciente dos seus pecados, Ana repetiu a oração:

-Confesso a Jah Todo-Poderoso, a Christos, que é o Divino connosco, a Aristóteles o profeta. Peço também a todos os Santos, confesso aos meus amigos, que cometi erros, em pensamentos, palavras e acções. Peço a todos os Santos, Anjos e Arcanjos que orem por nós ao Criador. Que o Altíssimo nos conceda a absolvição do pecado e a remissão de todos os nossos erros. Amén.

_________________
Ana Catarina de Monforte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://condadoourem.forumeiros.com.pt
senhordeleiria
Barão de Queluz


Mensagens : 74
Data de inscrição : 02/01/2012

MensagemAssunto: Re: Santa Unção   Seg Jan 02, 2012 11:50 pm

Depois de um momento de reflexão o Monsenhor pede a Ana Catarina para rezar o credo:

Eu acredito em Jah, o Altíssimo Todo-poderoso,
Criador do Céu e da Terra
Do Inferno e do Paraíso,
Juiz da nossa alma na hora da morte.

E em Aristóteles, seu profeta,
O filho de Nicomaque e de Phaetis,
Enviado para ensinar a sabedoria
E leis divinas do universo aos homens perdidos.

Eu também acredito em Christos,
Nascido de Maria e de Giosep.
Que dedicou sua vida para nos mostrar o caminho do Paraíso.
Assim, depois de ter sofrido sob Pontius,
Ele morreu em martírio para nos salvar.
Entrou para o Sol onde O aguardava Aristóteles à direita do Altíssimo.

Eu acredito na acção divina;
Na Santa Igreja Aristotélica Romana, Una e Indivisível;
Na comunhão dos santos;
Na remissão dos pecados
Na vida eterna.
ÁMEN


Última edição por senhordeleiria em Seg Jan 02, 2012 11:54 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Catarina de Monforte
Condessa de Ourém
avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 16/02/2011
Localização : Condado de Ourém

MensagemAssunto: Re: Santa Unção   Seg Jan 02, 2012 11:53 pm

Como se aquelas fossem as últimas palavras da sua existência (e se calhar até eram...) Ana disse no tom mais seguro que pôde:

Eu acredito em Jah, o Altíssimo Todo-poderoso,
Criador do Céu e da Terra
Do Inferno e do Paraíso,
Juiz da nossa alma na hora da morte.

E em Aristóteles, seu profeta,
O filho de Nicomaque e de Phaetis,
Enviado para ensinar a sabedoria
E leis divinas do universo aos homens perdidos.

Eu também acredito em Christos,
Nascido de Maria e de Giosep.
Que dedicou sua vida para nos mostrar o caminho do Paraíso.
Assim, depois de ter sofrido sob Pontius,
Ele morreu em martírio para nos salvar.
Entrou para o Sol onde O aguardava Aristóteles à direita do Altíssimo.

Eu acredito na acção divina;
Na Santa Igreja Aristotélica Romana, Una e Indivisível;
Na comunhão dos santos;
Na remissão dos pecados
Na vida eterna.
ÁMEN

_________________
Ana Catarina de Monforte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://condadoourem.forumeiros.com.pt
senhordeleiria
Barão de Queluz


Mensagens : 74
Data de inscrição : 02/01/2012

MensagemAssunto: Re: Santa Unção   Seg Jan 02, 2012 11:53 pm

O Monsenhor, depois de recitar o Credo, subiu até o púlpito direito, e leu uma passagem do Livro das Virtudes, chamado de a Punição - Instituição dos Arcanjos:

Citação :
A situação dos homens não melhorava na Terra. Eles não se aproximavam mais de Jah. Destruíam a Criação e prejudicavam os irmãos, e até mesmo suas próprias famílias. As rivalidades surgiram, e o mais forte cometia crimes contra seus iguais.

Neste tempo houve o Castigo Divino, porque Jah já não mais gostava das criaturas deste mundo, e em Sua intervenção, o povo iria se afogar em sua ira. Relâmpagos se formaram, e o povo começou a fugir. Muitos tentaram lutar, e nisto surgiram dois grupos:

Os que incorporaram os pecados deste Mundo, chamados de "inaudiendis", que significa "Os que não entendem", foram conduzidos por sete homens maus. Asmodeo, o luxuoso; Azazel, o guloso; Lúcifer, o acídia; Belzebú, o ganancioso; Leviatán, o maligno; Satanás o invejoso; e por fim, Belial, o orgulhoso. Irmão de Miguäel.
Estes sete, acreditavam e diziam que esta punição foi a prova incontestável de que Jah não os amava.

O outro grupo, consciente de seus pecados, recomendaram o arrependimento. Este grupo foi liderado e conduzido por Gabriel, Georges, Michel, Galadrielle, Sylphaël, Raphaëlle e Miguaël. Ao contrário do "inaudiendis", este grupo era formado pelas Sete virtudes: A temperança, a amizade, a justiça, a conservação, o prazer, a convicção e doação de si próprio.

Cada um destes grupos possuía seus próprios seguidores. Os pecadores eram os mais numerosos, e fazia falta para os Virtuosos uma fé incontestável contra os pecados.

Após o sétimo dia da grande guerra, ventos destrutivos vieram do centro da terra e formaram numerosos abismos, os "inaudiendis" ainda continuavam em maior número.

No meio da carnificina, uma nuvem celestial apareceu ao céu, e os exércitos divinos ladeavam a Jah. Uma belíssima luz irradiava dos céus e uma voz atingiu os exércitos, directamente para grupo consciente:

"Filhos meus, vocês estão diante de Mim, porque conseguiram entender que não sou Eu que os estou a punir, seja por inveja ou por prazer, mas porque a raça humana chegou a um ponto em que o caminho do bem não podia mais ser encontrado, e a Ira Divina seria o único modo de reestabelecer a sociedade que criei no início. Eu, Todo-Poderoso, os nomeio Arcanjos, vocês serão as setes virtudes encarnadas e irão defender a humanidade boa. De agora em diante, serão os Protectores das Virtudes. Lhes darei três pares de asas, um símbolo de seu poder e sua classificação. Agora venham, o Paraíso vos pertencem."

O Monsenhor desceu do Púlpito elevado, e chamou Ana Catarina.

- Dama Ana Catarina aproxime-se de mim e coloque-se de joelhos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Catarina de Monforte
Condessa de Ourém
avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 16/02/2011
Localização : Condado de Ourém

MensagemAssunto: Re: Santa Unção   Ter Jan 03, 2012 12:01 am

Ana Catarina obedeceu ao Vigário Geral e ajoelhou-se.

_________________
Ana Catarina de Monforte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://condadoourem.forumeiros.com.pt
senhordeleiria
Barão de Queluz


Mensagens : 74
Data de inscrição : 02/01/2012

MensagemAssunto: Re: Santa Unção   Ter Jan 03, 2012 12:09 am

Depois de Ana Catarina aproxima-se, o Monsenhor recita algumas palavras.

-Peço a absolvição de todos os pecados da fiel Ana Catarina, perante Jah e Christos, Aristóteles e os Apóstolos, e perante os Mártires e os Santos, para que possa morrer com a sua alma limpa e ir para o lado do criador.

Depois disto foi buscar a caldeirinha da Água Benta e abençoou a fiel dizendo:

-Que esta água que foi usada no teu baptismo te ajude no caminho até ao criador.

Deixando a caldeirinha na credencia, lavou suas mãos e iniciou o preparo da cerimónia de partilha e comunhão.

O Monsenhor aproximou-se do Livro das Virtudes para a leitura, e leu um excerto da Vida de Christos:


Livro das Virtudes escreveu escreveu:
-Christos partilha a visão de Aristóteles sobre o retrato do mundo, afirmando que o homem precisa de tempo para descansar, de isolamento e silêncio afim de reflectir para apreciar melhor o que a Cidade (Polis) traz ao Homem.
No entanto, o deserto é um lugar perigoso porque foi aí que a Criatura sem Nome tentou Cristo.

- Ele pregou o amor de Jah, chamando os homens à virtude, à justiça e à temperança, a fim de se protegerem da tentação do pecado.

- Ele ensinou a virtude da simplicidade, pedindo aos seus discípulos para ignorarem as riquezas e adornos do mundo.

- Ele apelou à solidariedade, não só entre si, mas entre todos ("vos deveis saber que todas as nações merecem respeito e o seu povo a liberdade e a nossa amizade, disse ele")

- Ele pregou a igualdade entre homens e mulheres ("os homens e as mulheres são os filhos de Jah e aos seus olhos, eles são iguais")

- Ele condenou a escravatura e os salários miseráveis ("fazer trabalhar um vagabundo nas minas por menos de 15 crz é uma vergonha , mesmo que venha de outra cidade. E fazer suar por menos de 17 crz para matar uma vaca, vitela, porco, é um escândalo!")

- Ele convidou os homens a confessar os seus pecados para receber o perdão e o amor de Jah.

- Ele denunciou os maus sacerdotes que devido à sua negligência, deixaram as pessoas sem um guia, e é por sua culpa que os cultos pagãos prosperaram.


Depois de ler sobre a Vida de Christos, o Monsenhor deixou a nave principal e voltou-se para o altar-mor.

A fiel ainda ajoelhada e a cerimónia continuou. O Monsenhor em silêncio Aristotélico levantou o cálice e abençoou-o.

Ao abaixar o cálice, o Monsenhor levantou o pão e abençoou-o também.

Depois de abençoados, o Monsenhor bebeu o vinho, consagrado em sangue de Christos e partilhou o pão com a fiel.

____________

Código:
Momento para oração própria.
Caso queiram pensar em algo podem escrever. Caso não tenham nada a dizer, escreva-se que apenas estás a meditar em silêncio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Catarina de Monforte
Condessa de Ourém
avatar

Mensagens : 517
Data de inscrição : 16/02/2011
Localização : Condado de Ourém

MensagemAssunto: Re: Santa Unção   Ter Jan 03, 2012 12:13 am

Após a partilha do pão Ana recolheu-se em oração, pediu ao Altíssimo que a perdoasse pelos pecados cometidos ao longo da vida, mas principalmente pelos derramamentos de sangue de que foi responsável em clima de guerra, que as vitimas fossem acolhidas junto de Jah, onde ela um dia esperava também se juntar.

_________________
Ana Catarina de Monforte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://condadoourem.forumeiros.com.pt
senhordeleiria
Barão de Queluz


Mensagens : 74
Data de inscrição : 02/01/2012

MensagemAssunto: Re: Santa Unção   Ter Jan 03, 2012 12:14 am

Após o momento de consagração, O Monsenhor levanta-se e aproxima-se de onde estava sentada a fiel.

-Agora, finalizemos nossa celebração da Missa.

A fiel levanta-se.

-Filha, estou aqui para te servir, sou o servo dos servos junto de ti. Vinde a mim, minha amiga, porque farei o possível para a ajudar. Tenha uma boa semana e até breve.

Depois o Monsenhor, levantou suas mãos à fiel, e disse:

-Que Jah e Christos ilumine e abençoe a todos! Permaneçam na paz de Jah, e que este a acompanhe!

O capelão colocou seu barrete, virou-se em direcção da estátua de Christos e de Aristóteles, fez uma vénia e saiu do presbitério indo em direcção da sacristia.

------------------------------

Código:
A cerimónia está encerrada.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Santa Unção   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Santa Unção
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Brasil] FAB forma novos bombeiros em Lagoa Santa (MG)
» Base aérea dos Afonsos e Santa Cruz
» Ilha de Santa Lúcia - freeware
» BRASIL - CAMINHOS DE FERRO: A ESTAÇÃO DE SANTA ROSA - RS - 1940!!
» LPSR (Santarém) e LPSC (Santa Cruz) para o FSX

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Castelo :: Ermida de Sant'iago-
Ir para: